quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

DESAFIO: Avaliar custo benefício de uma Salada de Salmão em um restaurante!

Semana passada fui almoçar com uma amiga no Josephine, na Vila Nova Conceição. Uma graça de ambiente, super charmoso, só gente bonita e bem vestida. E ainda sentamos em uma mesa sob uma jabuticabeira. O cardápio é composto de sanduíches, lanches, saladas, quiches e alguns pratos quentes, como risottos e grelhados. Achei os preços bem salgados, mas minha amiga havia elogiado muito o local e eu imaginei que a comida deveria "valer" o que custava...

Depois de pensar muito sobre o que pedir, decidi por uma salada de carpaccio de salmão, R$ 36,90...

Para quem gosta de gastronomia como eu, cada refeição é uma oportunidade de aprender... Observo a apresentação dos pratos, a forma de preparo, a qualidade dos ingredientes, os temperos e ervas utilizados... É um exercício maravilhoso, principalmente quando se vai a um restaurante mais refinado, onde os pratos tem uma elaboração mais complexa...

Para mim, o custo-benefício de um restaurante inclui, não somente a comida em si, mas seu ambiente, o atendimento... Quando pedimos um prato, sabemos que não são somente os ingredientes do prato que compõe o seu custo... Temos que pensar em toda a estrutura, o aluguel, os funcionários, os insumos, os impostos... Pagamos não somente pelos ingredientes do prato, mas também por toda a experiência e prazer de estar em um lugar diferente, saboreando um prato feito com técnica e conhecimento... Segundo um amigo meu, dono de restaurante, o cálculo é 2,4 vezes o valor dos ingredientes, para se compor o preço do prato.

Colocadas estas questões, voltemos à minha Salada de Carpaccio de Salmão... Quando o prato chegou à mesa, fiquei totalmente decepcionada com minha escolha... Eu estava em um lindo ambiente, sendo bem servida, pagando bem caro para estar ali e o prato era... simples... básico... Poderia ser comprado praticamente pronto em um supermercado... Bastaria "juntar" os seus componentes...

Quando digo "simples" e "básico" quero dizer que é um prato sem nenhuma elaboração... Nada de "valor agregado" aos ingredientes... Nem a apresentação... Fiz questão de tirar uma foto (minha amiga me achou meio neurótica quando eu disse que tiro foto de tudo que eu como... kkkk). Vejam com seus próprios olhos... Fatias de salmão na base do prato, salada verde picada por cima e um molho de mostarda com alcaparras! Onde está o charme, onde está o diferencial, onde está a experiência gastronômica para custar quase R$ 40,00??


Saindo do restaurante, não parava de pensar em como era fácil fazer este prato... Bastava comprar os ingredientes e montar... Nenhuma técnica, nenhuma dificuldade... Foi aí que veio a ideia deste post... Falar sobre o custo-benefício do que comemos em restaurantes... E para avaliar com propriedade a relação de custo x benefício deste prato, fui ao Natural da Terra, um hortifruti nada barato, para verificar o preço dos ingredientes e calcular o custo deste prato para uma pessoa que não quer ter nenhum trabalho, nem lavar a alface... rs... (não estamos nem considerando que o restaurante deve conseguir preços muito mais baixos por comprar no atacado ou direto com o fornecedor...)

Discretamente, no mercado, tirei foto dos ingredientes da salada... Desculpem a "qualidade" das fotos, mas fiquei com medo de chamar a atenção dos seguranças do local... rs


Carpaccio de Salmão: R$ 13,00, para 2 pratos, ou seja, R$ 6,50 por prato. Pronto para servir, é só descongelar um pouquinho antes.
 Pacote de Salada Verde, já escolhido e lavado, pronto para ser picado e consumido: R$ 6,00, suficiente para 3 pratos, bem servidos. Somamos R$ 2,00 aos R$ 6,50 do salmão, subtotal = R$ 8,50.


Alcaparras Hemmer, excelente qualidade, das mais caras, R$ 6,00 o vidro, suficiente para uns 6 pratos de salada, se colocarmos bastante alcaparra! Total por prato, R$ 1,00, subtotal: R$ 9,50.

Vamos somar também o azeite (extra virgem, é claro), R$ 13,00 por 500 ml. Se utilizarmos 25 ml por prato, são mais 0,65. Arredondaremos para R$ 1,00 para incluir também um pouco de mostarda no molho.

Total dos ingredientes do prato: R$ 10,50! Comprando tudo pronto, em um local caro!! Provavelmente o restaurante compra por metade deste preço!!

E a forma de preparo: Descongele um pouco as fatias de salmão, arrume-as em um prato grande, pique a salada verde em tiras e coloque sobre o salmão. Misture o azeite, a mostarda, sal e as alcaparras. Coloque por cima da salada!!
Pronto!!

Se multiplicarmos o custo pelos 2,40 do meu amigo dono de restaurante, chegamos a R$ 25,20!!! Contra os R$ 36,90 do Josephine!! Não há jaboticabeira, ambiente, localização e garçom simpático que justifique esta diferença!!

Moral desta história: Quando for a um restaurante, procure escolher pratos que trarão uma experiência gastronômica que você não consegue reproduzir em casa em 5 minutos!! Peça pratos que exigem elaboração, conhecimento... Que agucem seu paladar, que desafiem seus sentidos!! Que tenham ingredientes diferentes, que você não costuma utilizar... Aí, tenho certeza, não haverá nenhum arrependimento ou sensação de estar pagando mais do que devia!!

2 comentários:

  1. Creio que o retaurante ainda tem outros custos não computados na reportagem como taxas de cartão de crédito que é um percentual sobre o valor e impostos sobre o faturamento. Porém concordo que cada prato deve ser bem apresentado e a experência inesquecível.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo, você tem razão! Um restaurante tem muitos custos mesmo! Mas qualidade é imprescindível!! Abraços, Bia

    ResponderExcluir