quinta-feira, 2 de maio de 2013

DESAFIO: Preparar o Pato Assado (Servietten Kloss) do "Que Marravilha"!

Servietten Kloss (Pato Assado com Nhoque Alemão e Repolho Roxo)
Vocês já assistiram ao programa "Que Marravilha - Revanche"? É bem legal, e tem o espírito dos nossos "Desafios  Gastronômicos": uma família desafia o Claude a preparar uma receita tradicional daquela família. Primeiro, o Claude acompanha o preparo do prato pela família e, em seguida, reproduz a receita e convida a família a provar e a dar notas para a sua "interpretaçon" do prato!! O chef, obviamente, faz algumas modificações, mas que não podem ser muitas: só é permitido alterar um ingrediente da receita... Para cada novo ingrediente alterado, ele perde 0,5 ponto na nota!! As mudanças também são arriscadas na nota a ser atribuída pela família pois, normalmente, as pessoas são "apaixonadas" pela receita e por seu sabor original!

O episódio que inspirou este desafio foi a Revanche da Família Curi que, apesar do sobrenome, preparou uma receita típica da Alemanha, mais especificamente da região da Bavária! O marido, alemão legítimo, foi o chef que apresentou um prato inédito para mim (apesar de minhas origens germânicas) e também para o Claude Troigros: Servietten Kloss. Traduzindo "ao pé da letra", significa "Bolo de Guardanapo", um nome beeeem estranho para um prato cujo ingrediente principal é um pato inteiro, que vai ser assado lentamente!! Mas vamos tentar entender a cabeça dos meus queridos patrícios ao nomear a receita: um dos acompanhamentos do pato assado, além do tradicional repolho roxo, é o Kloss, um tipo de massa feita a base de batatas, pão e ovos que é cozida em água fervendo, embrulhada em um pano (ou guardanapo!). Realmente é uma forma inusitada de se preparar um acompanhamento!!

Servietten Kloss da Família Curi (Que Marravilha - Revanche)
O Claude preparou a receita com sucesso e fez , na minha opinião, quatro mudanças importantes: trocou a cerveja preta por tucupi (um fermentado feito a base de mandioca, muito comum no Pará - e que eu nunca provei...), substituiu a batata por mandioquinha (ou batata baroa), cozinhou o kloss no vapor (e não na água fervendo) e, por último, "grelhou" levemente os pedaços de kloss antes de servir.

Chef Claude preparando
o "Kloss" no vapor
Veja o vídeo com o Chef Claude preparando o Servietten Kloss no vapor: http://gnt.globo.com/quemarravilha/videos/_2538013.shtml

Meu desafio foi reproduzir a receita original, feita pela família Curi, mas decidi incorporar uma das modificações do Claude: o cozimento do kloss no vapor, pois achei que, desta forma, a textura da massa ficaria menos "aguada" (ponto positivo para o Claude!!)

A receita também exige um certo planejamento anterior: descongelar o pato (que demora umas 48 horas na geladeira) e comprar pão francês no dia anterior (para que fique devidamente "amanhecido")! E foi nesta parte que eu "falhei"... Esqueci de comprar o pão no dia anterior e, logo cedo, no domingo, fui à padaria... Peguei aquela fila imensa de domingo, quando todo mundo quer comprar pão quentinho, que acabou de sair do forno e pedi: "Moça, tem pão de ontem"?? Foi divertido ver a cara da atendente me olhando, com um misto de dúvida e de pena... Deve ter pensado: Coitada, essa surtou de vez!! Mas, quando viu que eu falava sério, ela sumiu para dentro da padaria e voltou com os pãezinhos murchos em um saquinho de papel!! E não cobrou! rs...

Outro item que estava faltando era a cerveja preta, que esqueci de comprar no supermercado... Fui até o outro balcão da padaria, que serve café e lanches e pedi uma lata de cerveja preta... E tive um acesso de riso quando o atendente trouxe um lata gelada, e colocou um copo de cerveja na minha frente!!! Ele até que tentou parecer ser perfeitamente normal uma moça pedir uma lata de cerveja as 9h da manhã, mas também deve ter pensado: "Coitada... Vício é fogo... Bebendo logo cedo..."

E assim, com meus pães murchos, minha latinha de cerveja gelada e uma história engraçada para contar, rumei para casa, rindo sozinha... kkkk

Depois de reproduzir a receita, também acrescentei algumas "dicas" e modificações na "minha" versão do prato (ou pato, rs): primeiro, retirar toda a gordura do pato que ficar na assadeira após 1 hora de forno e, segundo, acrescentar 2 latas de cerveja preta (e não somente uma)... Estas modificações devem-se ao fato de que não tive coragem de colocar o molho produzido pelo cozimento no forno sobre o pato na hora de servir, por ser "gordura pura" e ter pouco sabor da cerveja... Esta decisão deixou o prato mais saudável mas, em contrapartida, deixou o pato mais seco... Da próxima vez, também irei "grelhar" o kloss antes de servir, pois certamente dará uma "crocância" bem agradável ao nhoque (outro ponto positivo para o Claude!).

A receita é complexa e leva 3:30 h para ficar pronta! Mas vale a pena, porque é um prato que realmente impressiona quando colocado na mesa, servindo bem 4 pessoas!! E, para ajudar outros "aventureiros culinários" como eu, fiz um passo a passo com os horários e fotos de cada etapa, para ajudar na organização da execução das três receitas simultaneamente (pato, kloss e repolho), de forma a ficarem prontos juntos! Espero que ajude a quem tentar fazer esta receita típica da Bavária! E Guten Appetit!!

Para acessar as receitas publicadas no "Que Marravilha", clique aqui!

Servietten Kloss (Pato Assado com Nhoque Alemão e Repolho Roxo) - 4 porções

Para o pato
  • 1 pato inteiro
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 latas de cerveja preta
Para o Kloss (Nhoque Alemão)
  • 2 batatas descascadas em cubos (300gr)
  • 6 pães franceses amanhecidos
  • 250ml de leite
  • 1 cebola picada
  • 100 gr de bacon em cubinhos
  • salsinha e manjericão frescos picados a gosto
  • 5 ovos
  • 200 gr de manteiga
  • sal e pimenta a gosto
Para o repolho
  • 1/2 repolho roxo cortado em fatias finas
  • 1 cebola picada
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 maçãs sem casca em cubos
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 2 a 3 cravos
  • vinagre de vinho tinto a gosto
  • sal a gosto
  • água para hidratar durante o cozimento




8 comentários:

  1. Bia , Que marravilha de receita!!! Desafiadora realmente!!!!Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  2. Cíntia, este desafio foi divertido mesmo!! bjs, Bia

    ResponderExcluir
  3. Fiquei maravilhada com a organização
    do tempo, com a planilha , com tudo,
    até me animei a fazer areceita para o Dia das Mães. Parabens, muito obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Olá Anônima! Que bom que gostou da receita e da organização! Foi fundamental para tudo ficar pronto ao mesmo tempo! Este foi o maior desafio! E Feliz Dia das Mães!! Bia

    ResponderExcluir
  5. República Estocolmo24 de maio de 2013 20:09

    Estamos fazendo aqui em casa, já já comento os resultados!

    ResponderExcluir
  6. Estou ansiosa para saber do resultado!!! Bjs, Bia

    ResponderExcluir
  7. ola Bia, quando olhei a receita e o prato pronto... confesso que fiquei assustado. Daí comecei a fazer, é bem mais facil do que parece. Fiz e ficou otima.. So que tive que substituir o pato por frango mesmo, devo ter pedido no sabor do prato mas mesmo assim ficou uma delicia.
    muito obrigada por mais essa receita maravilhosa. :)
    ass Jaqueline

    ResponderExcluir
  8. Jaqueline, que legal que você conseguiu fazer! Espero que o passo a passo tenha ajudado, porque são muitas atividades simultâneas!! rs... E quanto ao frango, imagino que tenha ficado ótimo também! Pato é gostoso, mas é muito gorduroso! Frango é mais saudável!! Bjs, Bia

    ResponderExcluir