quarta-feira, 5 de junho de 2013

DESAFIO: Preparar Madeleines sem ter a forma para madeleines!!

As "Bialeines" ou "Madeleines Inventadas da Bia"
Madeleines são pequenos bolinhos de massa amanteigada (tipo "sponge cake") feitos em formato de conchas... Lindos, delicados, perfeitos para serem comidos em uma única mordida, acompanhados de chá ou café...

Sempre tive vontade de testar uma receita de madeleines, mas a ausência da forma específica me impedia... Na realidade, não conseguia imaginar as "madeleines" em outro formato que não fossem as tradicionais conchas...

Pesquisando na internet, encontrei muitas histórias sobre o famoso doce francês, conforme nos conta uma interessantíssima reportagem do Paladar:

A versão mais difundida para a origem das madeleines conta que, em 1755, numa situação de emergência, pois o confeiteiro titular faltara ao serviço, uma jovem empregada da marquesa Perrotin de Baumont preparou a receita da avó para um banquete em homenagem a Stanislas. O ex-rei e então duque de Lorena adorou a novidade e quis conhecer a autora, perguntando-lhe o nome, onde nascera e como se chamava a invenção. Ela disse chamar-se Madeleine Paulmier e revelou ter nascido em Commercy. Como o bolinho não possuía nome, Stanislas o batizou: “Vai se chamar madeleine de Commercy”. No dia seguinte, enviou a novidade para a filha comilona, Maria Leszczynski, mulher de Luís XV, na Corte de Versalhes. Até a morte do duque de Lorena, em 1766, a receita permaneceu secreta. Para alguns pesquisadores, foi Pantaléon Colombé, patriarca de uma família de confeiteiros e padeiros, quem a liberou ao conhecimento público. Segundo o historiador Charles Dumont, as madeleines de Commercy só começaram a fazer sucesso na França em meados do século 19, com a inauguração da estrada de ferro. Em 1939, ainda resultavam de produção artesanal, preparadas por seis confeiteiros, que elaboravam diariamente cerca de 2.500 bolinhos. Existem também as madeleines de Liverdum, igualmente na Lorena, porém menos conhecidas.

Entretanto, o mais destacado protagonista da história da especialidade foi o escritor francês Marcel Proust. No Caminho de Swann, primeiro dos sete volumes da obra-prima Em Busca do Tempo Perdido, ele conta como conheceu as madeleines e revela o prodígio que operaram em sua vida e arte. Num dia de inverno, chegando em casa com frio, a mãe lhe deu o bolinho acompanhado de uma taça de chá. Ao levar um pedaço à boca, amolecido pela bebida, veio-lhe à mente não apenas a lembrança do passado, mas a sensação de resgatar a própria infância. A madeleine tinha o mesmo sabor da que sua tia Léonine lhe oferecia todo o domingo de manhã, anos antes. Essa metáfora do paladar revivido, uma experiência desprezada por tantos adultos, pode ser interpretada como a vitória da memória sobre a sovinice do tempo. Uma coisa é certa: Proust ingressou tardiamente na saga do bolinho, mas sem ele as madeleines não obteriam a mesma fama internacional.

Mas a minha inspiração não foi a história ou a origem da Madeleine, tão pouco o seu sabor que remete a infância (já que não nasci na França...) Foi um programa super gracinha chamado "A Pequena Cozinha em Paris", no canal BBC, onde uma jovem chef inglesa, Rachel Khoo apresenta receitas francesas em seu minúsculo apartamento em Paris, que também é um restaurante! Certamente o menor restaurante do mundo, para duas pessoas, no máximo!! Com apenas um fogão de 2 bocas, uma geladeira pequena e um forno, ela faz receitas deliciosas, como estas madeleines recheadas de lemon curd e framboesas!


Mesmo com esta linda inspiração, eu continuava "travada" por não ter a forma correta... Aí, meu maravilhoso livro "Illustrated Baking" me deu uma luz: em sua receita de Madeleines, ele indicava duas possibilidades de forma: a de madeleines (óbvio!) e a de mini cupcakes! Bingo!!! Mas esta forma eu tenho!!!!


Mas não basta a inspiração, a receita, os utensílios e os ingredientes disponíveis! Tem que ter a oportunidade também!! E ela surgiu em pleno domingo, no meio do preparo de um Churrasco para a família!! Enquanto o Alê esperava o carvão (que estava molhado...) ficar em brasas, lá fui eu fazer algo para a sobremesa: as Madeleines na forma improvisada (ok... nada a ver com churrasco, mas oportunidade é assim, surge quando você menos espera... kkkkk).

Não levou nem 30 minutos para ficarem prontas!! E a "criatividade" ficou por conta de mirtilos (ou blueberries) que coloquei no centro de cada bolinho... Bem ao estilo Rachel Khoo!! E assim, na minha (não tão) pequena cozinha em São Paulo, estavam criadas as "Bialeines"!!

"Bialeines" (ou Madeleines Improvisadas da Bia) (20 unidades)

  • 4 colheres de sopa de manteiga derretida e fria
  • 1/3 de xícara de farinha de trigo peneirada
  • 1/3 de xícara de açúcar
  • 2 ovos grandes, em temperatura ambiente
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1/4 de colher de chá de fermento em pó
  • blueberries ou mirtilos
  • raspas de limão ou laranja (opcional)
  • açúcar confeiteiro para polvilhar
  • 1 forma de mini cupcakes com 24 unidades
Aqueça o forno a 180 graus. Unte a forma de cupcakes com manteiga e farinha.

Coloque o açúcar, os ovos e a baunilha na batedeira e bata até que a mistura cresça e fique esbranquiçada (cerca de 5 minutos).

Acrescente a farinha peneirada (e as raspas de limão ou laranja), a manteiga derretida fria e misture delicadamente com um fuê. Com uma colher, coloque a massa até a metade de cada molde e decore com alguns mirtilos no centro de cada bolinho. Leve para assar por 15 minutos.

Deixe esfriar um pouco, desenforme e coloque para esfriar em uma grade. Na hora de servir, polvilhe com o açúcar confeiteiro!


Foto de Alexandre F. Caetano

Foto de Alexandre F. Caetano
Podem não ter o formato tradicional da conchinha, mas ficaram lindinhas, não ficaram?? E o sabor... hummmm... desmanchavam na boca!! Bon Appetit!

15 comentários:

  1. Meu Deus!!! Vou ficar do tamanho de uma pipa!!! É muita delícia para uma pobre mortal... Que venham as Madaleines!!! Merci madame ... Maintenant, les pots... Bisous, Sandra Vaz

    ResponderExcluir
  2. Sandra, lembre-se sempre que os doces franceses são pequenos para possibilitar que as mulheres francesas continuem magras e elegantes!! Só não vale comer todas as "bialeines" de uma só vez!! rs

    ResponderExcluir
  3. Bia, suas bialeines ficaram superdelicadas e perfeitinhas. Eu tenho a forminha, que veio junto com um livro de receitas, mas ainda não testei. Estou numa fase preguiçosa, nem quero chegar perto da cozinha. Mas guardei seu e-mail para consultar quando tiver coragem, rs. Um beijão

    Karina

    ResponderExcluir
  4. Hummm.. estão com uma carinha tão boa!!!!
    Bjs,
    Glaucia

    ResponderExcluir
  5. Meninas, acabei de fazer novamente, agora com amoras no lugar dos blueberries e ficou divino!! Fiz também uma fornada sem fruta, só a massa, para meu enteado! Ele amou também! Receita aprovada mesmo!! Bjs! Bia

    ResponderExcluir
  6. Bem, seja com qualquer um dos receheios, devem ser ótimos. Têm um aspeto bem fofinho.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/06/3-edicao-do-projeto-escolha-do.html

    ResponderExcluir
  7. Oi Bia td bem?
    Adoro o Blog, parabéns.
    Não entendi aonde vai a manteiga na receita.
    Fiz a receita e gostei do resultado, usei mini forminhas de quiche ficaram uma graça.

    Márcia

    ResponderExcluir
  8. Marcia! Quando vi seu comentário, fui correndo olhar a receita e... eu esqueci de escrever onde entra a manteiga!! Mil Perdões!!! Entra no final, junto com a farinha! Mas, pelo visto, vc também improvisou e ficou bom!! rs... Parabéns!! A receita já foi corrigida! Desculpe-me mais uma vez e obrigada pelo comentário!! Bia

    ResponderExcluir
  9. Adorei seu blog e a ideia de desafios culinários! E essas delícias, UAU!!

    bjs e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  10. Olá Georgia! Obrigada pela visita! E volte sempre!! Adoraria que você participasse do nosso Concurso Cultural! Que tal?? Bjs, Bia

    ResponderExcluir
  11. Oi Bia, que delícia de receita! Se eu colocar as forminhas de papel na assadeira de mini cupcake também dá certo? É só pra poupar trabalho na hora da limpeza hehehe...bjs Renata

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito das suas publicações, ficaram linda suas bialeines

    ResponderExcluir
  13. Gosto muito das suas publicações, ficaram linda suas bialeines

    ResponderExcluir
  14. Oi, Bia. Muito tempo depois conheci seu blog. Rssss. Amo madeleines também! Elas me remetem a uma viagem maravilhosa que fiz ao Canadá. Aprendi a fazê-las só porque não acho por aqui (Salvador).
    Não estou acertando nas receitas todas as vezes que faço. Em algumas elas ficaram soladas; em outras, ótimas; em outras, ficou dura, sem o aspecto fofinho característico dela. Não tenho forma de madeleines, nem a de mine cupcakes. Tenho feito nas de empada e mais nas de cupcakes. Será que é isso que tem deixado o resultado ruim? é possível fazer a receita em forma baixa mas de tamanho grande, como um bolo comum?

    ResponderExcluir