quarta-feira, 6 de novembro de 2013

DESAFIO: Stollen, uma tradição do Natal alemão!

Stollen, uma tradição do Natal Alemão
A história do Stollen começa no século XV, na Europa, em uma época em que era proibido pela Igreja usar manteiga nas receitas (que absurdo!! rs). O príncipe da Saxônia (região onde hoje está a Alemanha), então, descontente com o sabor horrível dos bolos e pães preparados com óleo ou gordura animal, escreveu ao Papa da época, Nicolau, pedindo a liberação desta restrição ao menos para a família real. O pedido foi sumariamente negado. A família real continuou tentando até que o quinto Papa após Nicolau finalmente enviou uma carta (conhecida como a "Carta da Manteiga") autorizando a família real e seus serviçais a utilizarem manteiga nas receitas. Posteriormente, seu uso foi liberado para toda a população, desde que um imposto fosse pago, para custear a construção da Catedral de Freiburg! Esta história é especialmente incrível por dois motivos: primeiro, porque fiquei imaginando como seria a vida dos cozinheiros medievais sem manteiga, só utilizando óleo ou gordura em seus bolos, tortas e pães... Que falta de qualidade de vida!! rs (talvez por isso os franceses passaram a considerar a manteiga um ingrediente tão fundamental na sua refinada cozinha...). O segundo motivo é que parte da minha família já morou em Freiburg (minha Tia Ellen, irmã do meu pai, e minha prima Mônica, que ainda mora lá com a família). Visitei a cidade por duas vezes e conheci sua famosa (e maravilhosa) Catedral medieval... Jamais imaginei que aquela torre espetacular fora construída com impostos sobre a manteiga!! Não é incrível?? rs

Freiburg (Alemanha) e sua Catedral Medieval
Bom, mas foi graças à utilização da manteiga nas receitas de confeitaria que o antigo Stollen feito somente de água, fermento e farinha virou o Stollen como é hoje: um pão levemente doce e fermentado, enriquecido com (muita!) manteiga, leite, especiarias e frutas secas e cristalizadas! É um doce tipicamente natalino e seu formato lembra o Menino Jesus embrulhado na manjedoura. Atualmente, o Stollen mais famoso da Alemanha é feito em Dresden, por apenas 150 confeiteiros homologados e vendido, na época do Natal, na feira da cidade! O Stollen é tema do mais famoso Festival da Cidade: tem até eleição da Miss Stollen e a produção de um Stollen Gigante, que chega a pesar 4.000 quilos! Fiquei imaginando o tamanho do forno para caber este stollen... Acho que este desafio eu vou ter que "pular"! kkkkk



Com uma história tão interessante como esta e com minha origem alemã, eu não poderia deixar de me desafiar a fazer este delicioso doce natalino em casa! A receita escolhida foi retirada do Illustrated Baking e é suficiente para fazer um Stollen enorme (cerca de 1,5 kg), 2 médios (750 gr) ou 3 pequenos (500 gr)! É trabalhoso, demanda tempo (quase 4 horas no total), mas vale a pena!

Stollen

2 pães médios (750 gr cada)
  • 120 ml de leite morno
  • 10 gr de fermento biológico seco
  • 50 gr de açúcar
  • 2 ovos
  • 200 gr de manteiga sem sal amolecida
  • 450 a 500 gr de farinha de trigo
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 colher de chá de essência de baunilha
  • especiarias a gosto (cravo, canela, cardamomo, noz moscada...)
  • 100 ml de rum ou outra bebida de sua preferência
  • 100 gr de passas brancas
  • 100 gr de passas pretas
  • 200 gr de frutas cristalizadas
  • 150 gr de amêndoas grosseiramente picadas (ou nozes, ou avelãs)
  • açúcar confeiteiro para finalizar

Na noite anterior, deixe as passas hidratando no rum.

Dissolva o fermento no leite morno, com metade do açúcar. Deixe descansar por uns 10 minutos.
Coloque a farinha, o restante do açúcar, o sal e as especiarias em uma tigela grande. Faça um buraco no centro e junte o leite com fermento. Junte os ovos batidos e a manteiga e comece a incorporar tudo, até formar uma massa homogênea que não gruda nas mãos (coloque um pouco mais de farinha de necessário). Sove a massa por 10 minutos (na mão ou na batedeira com pá para massa).


Em uma bancada polvilhada com farinha, coloque a massa e abra-a bem com as mãos. Coe as passas (descarte o rum) e passe um pouco de farinha nelas (para secar). Coloque as amêndoas, as passas e as frutas cristalizadas no meio da massa e feche-a. Com cuidado, comece a sovar a massa, para distribuir bem as frutas. Deixe a massa descansar em uma tigela coberta, em local protegido, por uma a uma hora e meia, até dobrar de volume.


Volte a sová-a por alguns minutos e divida-a nas porções desejadas. Modele no formato do stollen e coloque em uma forma grande, forrada com papel manteiga (ou silpat). Cubra com um pano e deixe descansar por mais uma hora, até crescer novamente.


Aqueça o forno a 180 graus e leve os stollen para assar até ficarem dourados.
Deixe esfriar em uma grade. Ainda morno, salpique açúcar confeiteiro na superfície e sirva sozinho ou acompanhado de sorvete ou chantilly.


A receita ficou deliciosa: um pão super aromático, repleto de frutas secas e cristalizadas, não muito doce! Gostei tanto que resolvi, este ano, dar pequenos Stollen como lembrancinha de natal para a família e para os amigos queridos! A produção de Stollen por aqui vai ser grande até o final do ano!! rs... Bon Appetit!



Stollen embrulhados para presente by Desafios Gastronômicos




37 comentários:

  1. Seu blog é lindo!
    Que maravilha de receita! Parabéns!
    Abraços vovó Mima!

    ResponderExcluir
  2. Adoro mexer com comidas também. Criar e testar receitas. Essa então ficou show! Pretendo fazã-la no natal! Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Legal, Gonçalves! Gastronomia é um hobby fantástico! Espero que goste do resultado da receita! Abraços, Bia

    ResponderExcluir
  4. Minha avó paterna (austriacos) fazia um pão parecido no natal chamado cuffy. Tem algo a ver? Era muito bom aquilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço o "cuffy"... Mas se era pão doce amanteigado com frutas secas, deve ser parecido!Abraços!

      Excluir
    2. Desculpe não é "cuffy". Essa é uma palavra tentando abrasileirar a palavra "kuchen" a famosa cuca do RS. (Stroisel Kuchen)

      Excluir
  5. Olá Bia! Vou tentar essa receita de hoje para amanhã! Espero que fique gostosa!...rsrs abraços!

    ResponderExcluir
  6. Amei a receita, vou fazer este natal. Ja faço uma receita alemã que se chama Huzelbrot é bem parecido, só com menos açúcar e mais sal.

    ResponderExcluir
  7. Humm...deu água na boca! Vou tentar fazer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me conte depois como ficou, Alessandra!! Bons Desafios! Bia

      Excluir
  8. Sehr gut, também tínhamos parentes na Alemanha. Região de Neviges - Velbert.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, Mariza!! Volte sempre!

      Excluir
  9. A abreviação de Gramas é g e não gr. A receita parece ótima, mas esse "gr" dão calafrios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe!! Não queria te dar calafrios!! rs

      Excluir
  10. Eu acho que é muito saboroso, nunca tive oportunidade de comer, vc gostaria de prezentiar-me com um, eu ficaia muito feliz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A receita já é o presente! Assim você pode fazer quando quiser!! Abraços! Bia

      Excluir
  11. Gosto muito de stollen. Obrigado por compartilhar a receita, vou tentar fazer. Estive uma vez em Orléans em um outubro e experimentei um stollen. fiquei sabendo que eles se consideram os inventores. Você já ouviu falar disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não ouvi não... Mas vou pequisar! Obrigada pela dica e pela visita! Bons Desafios para vc! Bia

      Excluir
  12. Olá, Bia! A receita me parece ótima. Poderia usar o fermento fresco, ao invés do seco? Sabe a quantidade para substituir? Não tenho boa experiência com esse ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Para cada 5 gr do seco, utilize 1 tablete (15 gr) do fresco. Encontrei esta proporção neste site: http://www.iguaria.com/tabela-de-conversao-de-fermentos/ Abraço!! Bia

      Excluir
  13. Eu adoro Stollen. Vou tentar fazer. Obrigada pela história do Stollen e pela receita. Minha vó Áustriaca fazia um pão doce com frutas secas, era bem duro e muito gostoso. Acho que era kletssen brot ou algo parecido. Vc conhece?

    ResponderExcluir
  14. Fiquei encantada com a receita! Já Experimentei a delícia e adorei!!! Tua idéia de fazer para presentear é muito boa! E delicada pois vai junto muito carinho, cultura e amizade!!!Devo esta oportunidade a minha querida amiga Neusa Zanela. Beijos e muito obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Em primeiro lugar ,obrigada pela aula de história.

    Meu desafio,é tentar fazer para meus familiares para o Natal kk, minha filha morou em Essem (Alemanha) sempre trazia no final do ano quando vinha, um parecido este deve ser uma delicia! Muito obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa sorte no Desafio!! Um grande abraço e me conte depois como se saiu! Bia

      Excluir
  16. tambem tenho descendencia alemã....ainda nao provei...mas vou fazer e quem sabe...presentear algumas pessoas! otima ideia! e a historia contada adorei!!!!
    Depois te conto como ficou! abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazer pão é uma delícia! E ainda para presentear pessoas queridas, melhor ainda! Não deixe de contar como foi a experiência! Um grande abraço, Bia

      Excluir
  17. Ainda morno, pincelar com manteiga sem sal derretida e só aí polvilhar com açúcar de confeiteiro peneirado.

    ResponderExcluir
  18. Olá Bia! Estou morando na Alemanha e fiquei super empolgada quando vi sua receita. Fiz e ficou maravilhosa. Gostaria de saber se você sabe sobre a conservação pois presenteei minha sogra com um dos Stollen e ela disse que eu devia ter embrulhado para comer em algumas semanas. Pelo menos é o que dizem por aqui. Obrigada pela receita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Helena! Que bom que gostou da receita! Realmente os Stollen podem ser guardados por até 3 meses, desde que bem embrulhados com plástico, como acontece com os panetones! Um abraço, Bia

      Excluir
  19. Olá, Bia. Por muitos anos fiz Stollen no Natal, minha família adora, mas a minha receita é antiga e orienta para embrulhar os pães em celofane e manter em geladeira, consumindo-o, no mínimo, duas semanas depois, pois essa era a tradição e assim os sabores ficam mais intensos. Sempre fiz assim, nunca o consumo fresco. Não procede? Obrigada por compartilhar sua receita.

    ResponderExcluir
  20. Bia, fiz a sua receita... excelente... obrigada pelo presentão desta receita... Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  21. ola sera q pode substituir a farinha de trigo por farinha de arroz. ou de amêndoas obrigada

    ResponderExcluir
  22. Obrigada pela receita. Eu fiz e o stollen ficou maravilhoso! Todo mundo amou!

    ResponderExcluir