segunda-feira, 30 de maio de 2011

DESAFIO: Preparar uma Canja substanciosa para levantar uma turma "derrubada"!!

Canja Refinada
O final de semana foi agitadíssimo! Ian com 2 festas e uma balada, Erik com cinema e jogo de futebol, Marina com programa com as amigas no shopping, Alê e eu com 3 aniversários... Ufa! Acabamos o domingo à noite "mais prá lá do que prá cá..." Ian com febre, Erik com dor no corpo, eu, com enxaqueca! Deu a maior "zica" na turma!! rs
Decidi preparar algo, no jantar, que fosse apropriado para tantos "dodóis"! Uma substanciosa Canja de Galinha! Do jeitinho que minha mãe fazia! E que vale por uma refeição completa!

Em um post anterior, sobre sopas, cometi a injustiça de não mencionar a nossa tradicional Canja de Galinha, receita que veio com os portugueses para o Brasil.

Aliás, foi em dois sites portugueses que encontrei mais informações sobre este delicioso prato, já tão incorporado à nossa culinária: o blog de Virgílio Gomes e o blog Passado Curioso.

A "canja" tem origem na Ásia e, inicialmente, era uma sopa feita à base de arroz. Em suas colônias nas Índias, os portugueses conheceram a "kanji" e incorporaram a galinha e os legumes à sua receita original. A versão portuguesa da Canja é um caldo leve, muito apreciado pela realeza portuguesa por ser, reconhecidamente, um prato que "faz bem à saúde". Dizem que o imperador Dom Pedro II a consumia diariamente, até mesmo durante a apresentação de espetáculos, ao final do segundo ato... E o terceiro ato só podia começar após terminada a pequena ceia!

A versão "substanciosa" e "pedaçuda" a que estamos habituados surgiu na culinária brasileira e o Virgílio Gomes, em seu relato sobre a canja, menciona que se surpreendeu quando pediu uma "canja" em um hotel de Fortaleza e se deparou com uma sopa "de pedra", ou seja, cheia de pedaços e ingredientes. Vencida a resistência inicial, acabou por se deliciar com o "jeito brasileiro" de se preparar uma canja!

A minha versão da nossa Canja é bem refinada, feita só com carne branca do frango (um peito inteiro), legumes (cenoura, salsão, cebola) e arroz arbóreo! E para finalizar, Queijo grana padano ralado e salsinha!

Canja Refinada
  • 1 peito de frango inteiro, com ossos
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 cebola picada
  • 1 cenoura grande em cubinhos
  • 2 talos de salsão picados
  • 1,5 litro de água fervendo
  • 1 tablete de caldo de frango (opcional) 
  • 1/2 xícara de arroz arbóreo (aquele para risotto)
  • sal a gosto
  • salsinha picada a gosto
  • queijo ralado (grana padano ou parmesão) a gosto
Corte o peito em 6 pedaços. Aqueça uma panela de pressão e frite os pedaços de frango com o azeite, até ficarem dourados (se não fritar antes e só cozinhar na água, a canja fica muito pálida... rs). Junte a cebola, deixe fritar mais um pouco. Acrescente a cenoura e o salsão e deixe refogar uns 2 minutos. Acrescente a água, o caldo de frango e o arroz arbóreo e coloque na pressão por 15 minutos.

Retire do fogo e desfie os pedaços de frango, descartando todos os ossos. Volte ao fogo e deixe cozinhar por mais 10 minutos.

Salpique a salsinha e o queijo ralado! Sirva imediatamente!! E Bón Appettit!!

Um comentário:

  1. Adooooooro uma canjinha, sopinha, caldinho do que quer que seja!

    Na minha próxima canja, vou fotografar e postar também!

    ResponderExcluir